domingo, 10 de fevereiro de 2013

Quando a decepção machuca

Poderia usar aqui inúmeros textos da Bíblia que tratam do assunto decepção.

Poderia pegar a passagem onde Moisés, sobe o monte para ouvir de DEUS os mandamentos, e o próprio DEUS fala para ele que o seu povo, aquele mesmo, que ele tirou da escravidão, estava lá fazendo merda, adorando um bezerro de ouro, isso tudo orquestrado ainda pelo seu braço direito, seu homem de confiança, Aarão.

Poderia dizer é claro de Judas que traiu Jesus, simplesmente porque era ganancioso, não se enganem ele não queria moedinhas de prata, ele queria era poder, gerar uma revolução, mas o reino de Jesus não era desse mundo, e sua ganância fez com que ele entregasse o filho de DEUS para ser morto, poderia também falar de Pedro que batia no peito e dizia que morreria pelo mestre mas na hora que a casa caiu, negou Jesus por três vezes diante de todos.

É muito fácil, discorrer sobre o assunto, buscar pontos interessantes, lições, mas na boa, decepção você só aprende o que é, quando você vive uma, ou várias.

Quando você dá a vida por pessoas, e elas simplesmente em um piscar de olhos colocam tudo a perder, não só cagam com a sua própria vida, mas ainda desprezam tudo o que você fez, todo o amor, toda a dedicação, toda entrega, meu deixa pra lá vai...

Aí vai vir nego aqui me dizer: "Temos que fazer por Jesus", sim é verdade, mas não sejamos hipócritas, se você se relaciona, se você ama de verdade alguém, se importa, quando acima de tudo você confia ou tem expectativas, e a decepção vem, mas vem daquele jeito que você não imagina, cara dói demais, e como dói.

Um grande amigo, sempre me disse: "Ovelhas são ingratas".

E como é difícil aprender isso na prática.

Realmente se nós colocarmos nossa fé, nosso porto seguro em pessoas, é questão de tempo para cairmos, por mais perfeitas que elas possam ser, são pessoas, elas vão me decepcionar como um dia também já decepcionei, e também ainda vou decepcionar, mas quando a base é Jesus, você não vai se frustrar, estou sim decepcionado, chateado, com algumas pessoas e situações, mas o meu foco, a minha fé continuam inabaláveis, me dê forças PAI para que assim como Paulo, eu não fuja do bom combate, que eu permaneça firme rumo aos propósitos que o Senhor tem para a minha vida.

Como eu já disse outro dia, sou como massa de bolo, quanto mais me baterem mais eu vou crescer, pois minha rocha inabalável é aquele que é o criador do céu e da terra, que pode tudo, que deu a vida do seu filho, santo, puro, para que sofresse tudo isso em proporções inimagináveis e inexplicavelmente maiores do que qualquer ser humano possa sequer imaginar.

Qualquer dia desses esses mesmos que me decepcionaram muito, estarão diante de mim, vou ouvir suas promessas, vou ouvir os seus lamentos, vou ouvir seus arrependimentos, vou ouvir as suas dores, e sabe que vou fazer???

Vou orar por você, vou chorar com você e vou pagar o preço pela sua vida, não será fácil, mas vou fazer talvez um dos exercícios mais difíceis do Cristianismo, o perdão.

Segue a vida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário